A Caneta do Ano 2016 foi inspirada nos painéis chineses em laca da sala “Vieux-Laque”

A Faber-Castell apresenta a Caneta do Ano 2016, inspirada em telas chinesas do Palácio de Schönbrunn, em Viena!

Com um toque da Ásia combinado com a arte mestre alemã: a edição limitada da Caneta do Ano evoca a Imperatriz Maria Theresa da Áustria que, por amor ao seu falecido marido, decorou uma sala especial no Palácio deSchönbrunn com os painéis em laca de telas chinesas.

caneta-do-ano-2016

Relíquias de um grande amor

Até hoje, as valiosas telas chinesas da fábrica imperial em Pequim estão entre os bens da coleção no Palácio de Schönbrunn. Elas serão sempre uma lembrança de uma conexão profunda. Quando a Imperatriz Maria Theresa perdeu inesperadamente seu amado marido, Francis Stephen de Lorena, em 1765, ela decidiu decorar seu escritório com as coisas mais valiosas para ambos – e que melhor representavam seu amor por ele: placas em laca chinesa, que descrevem felicidade, riqueza, impermanência e imortalidade. “Nada neste mundo, nem todos os diamantes, tem significado para mim. As únicas coisas que me dão alegria vêm da China, especialmente a laca “, disse a Imperatriz em luto. Por esta razão, os painéis em laca preta pintadas com ouro, usando a técnica chinesa Miaojin, foram instalados nas paredes revestidas feitas em madeira flamed maple, e emolduradas  em dourada em 1770. Desde então, paisagens, pagodes e desenhos florais em pintura delicada em ouro cativam os visitantes da Sala Vieux-Laque.

 

Mestres na ativa mais uma vez

Para desenvolver o design da Caneta do Ano de 2016, a Faber-Castell selecionou artistas que são mestres em seu ofício: a restauradora da sala Vieux-Laque, Silvia Miklin, e o artista japonês Tomizo Saratani, que é especialista na técnica Maki-e. Trabalhando em conjunto, um tema foi desenvolvido e dividido em três partes, que se unem para formar um todo. Em um processo que consome tempo, primeiro as três placas foram, cada uma, pintadas em preto, em seguida, polidas e queimadas à mão. O artista, em seguida, desenhou o tema na laca e polvilhou ouro em pó de 24 quilates várias vezes no desenho, em diferentes tonalidades, enquanto ainda estava úmido. Isto resultou em um relevo que ainda pode ser percebido no trabalho de laca de proteção adicional, criando o aspecto característico do trabalho em laca Hira Maki-e.

caneta-do-ano-2016-2

 

Escrita de luxo

A versão banhada em platina da Caneta do Ano de 2016 também é inspirada no design da sala Vieux-Laque de forma única. Placas talhadas à mão, feitas de ônix preto, são emolduradas com criação elaborada e banhadas em platina, contrastando com granulação individual da madeira flamed maple. A caneta banhada em platina é limitada a 500 unidades, e a caneta rollerballconta com 150 unidades. A edição especial é limitada a 120 canetas-tinteiro e 50 canetas rollerball. Os instrumentos de escrita individualmente numerados vêm em uma caixa de madeira polida preta. Eles incluem um certificado assinado pessoalmente pelo artesão mestre da oficina de pedras preciosas, Herbert Stephan, em Idar-Oberstein, atestando a autenticidade do ônix usado. O artista Tomizo Saratani também certificou a pintura com ouro de 24 quilates.

 

A terceira parte da trilogia

A edição da Caneta do Ano já conquistou uma posição especial para si no mundo da cultura da escrita fina. O design é inspirado em obras e personalidades que marcaram época. Depois de Catarina, a Grande, com “Palácio de Catarina de St. Petersburg” e Frederico, o Grande, com “Sanssouci, Potsdam”, a trilogia está agora completa com a Imperatriz Maria Theresa com o “Palácio de Schönbrunn de Viena”. Os destinos destas três figuras dominantes extraordinárias foram muito intimamente ligados. Como filha do Imperador Carlos VI e herdeira do trono, Maria Teresa assumiu a regência do Império Habsburgo em 1740. Ela perdeu a região da Silésia ao Rei da Prússia, sua rival ao longo da vida, principalmente por causa da neutralidade de Catarina. No final, porém, Maria Theresa foi capaz de garantir quase a integridade territorial completa de sua monarquia.

 

caneta-do-ano-2016-3

Palácio Schönbrunn , Viena

Caneta do Ano 2016

Edição Limitada Especial

 

Dados técnicos da caneta tinteiro

Introdução e entrega: a partir de fevereiro de 2016

Tambor: madeira Flamed maple /Placa com a técnica Hira Maki-e

Peças de metal: banhadas a ouro 24 quilates

Pena: Ouro 18 quilates, bicolor

Espessura do bico: M

Mecanismo: Mecanismo de êmbolo

Pedra: Ônix

Peso: 93g

Comprimento total: 137 mm

Produção: 120 peças

Preço: €7.500,00

 

caneta-do-ano-2016-4

Palácio Schönbrunn , Viena

Caneta do Ano 2016

 

Dados técnicos da caneta tinteiro

Introdução e entrega: a partir de fevereiro de 2016

Tambor: madeira Flamed maple / ônix

Peças de metal: banhadas a platina

Pena: Ouro 18 quilates, bicolor

Espessura do bico: M, F, B, BB

Mecanismo: Mecanismo de êmbolo

Pedra: Ônix

Peso: 85g

Comprimento total: 137 mm

Produção: 500 peças

Preço: €3.500,00

 

caneta-do-ano-2016-3

Palácio Schönbrunn, Viena

Caneta do Ano 2016

 

Dados técnicos da caneta  Roller ball

Introdução e entrega: a partir de fevereiro de 2016

Tambor: madeira Flamed maple /Placa com a técnica Hira Maki-e

Peças de metal: banhadas a ouro 24 quilates

Pedra: Ônix

Ponta da carga: formato Magnum, esfera em rubi M

Peso: 100g

Comprimento total: 137 mm

Produção: 50 peças

Preço: €7.200,00

 

caneta-do-ano-2016-4

Palácio Schönbrunn , Viena

Caneta do Ano 2016

 

Dados técnicos da caneta  Roller ball

Introdução e entrega: a partir de fevereiro de 2016

Tambor: madeira Flamed maple / ônix

Peças de metal: banhadas a platina

Pedra: Ônix

Ponta da carga: formato Magnum, esfera em rubi M

Peso: 93g

Comprimento total: 137 mm

Produção: 150 peças

Preço: €3.200,00

 

Sobre o Autor

Um curioso aspirante da filosofia que curte aprender um pouco de tudo, seja de ciência, arte, religião ou filosofia. Artista Plástico, Designer Gráfico e Blogueiro há mais de 7 anos.

http://www.desenhoonline.com

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *