SMAC, a oportunidade que faltava para os Mangakás

Silent Manga Audition e sua importância mundial

Quem acompanha o Desenho Online provavelmente já deve ter notado o quanto temos divulgado regularmente as novidades do maior concurso internacional de mangá, o Silent Manga Audition (SMAC), através dos posts da categoria Concurso de desenho“. De fato, esse concurso é aclamado por muitos desenhistas e aspirantes a mangaká espalhados pelo mundo, inclusive Brasil, e que andam querendo mais chances no tão atrativo mercado do mangá.

Sim, há outros concursos internacionais de mangá, e que também tenho divulgado esporadicamente, mas este tem algumas peculariedades que me fez vê-lo com mais carinho, e que irei justificar mais adiante nesse post…

 

O que é Silent Manga Audition

Para quem não sabe, vamos trazer mais especificamente o que os próprios organizadores tem a dizer sobre o SILENT MANGA AUDITION.

“É mais que um concurso, tem o objetivo de descobrir e apoiar artistas de Mangá (quadrinhos no estilo japonês) de todo o mundo. De longe, o maior evento desse tipo, mais de mil obras de mangá, de mais de 28.000 páginas de 94 países, chegaram ao comitê em dezembro de 2015. Organizado pela Coamix corp. do Japão, liderado pelo CEO Nobuhiko Horie, ex-editor-chefe de “Weekly Shonen Jump” e “Weekly Shonen Bunch”. Suas intenções são fortes e claras: abraçar as técnicas utilizadas pelos primeiros mestres do mangá como Osamu Tezuka, com base no fato de o mangá ser um “filme desenhado em papel”. O que eles acreditam são os “poderes originais do Mangá”, que fizeram deste último, o único meio de expressão, amado pelas pessoas ao redor do mundo atualmente. Esse é o motivo pelo qual, eles amam o silêncio ao contar as histórias apenas na base da narrativa. Um grande julgamento das habilidades de um artista, já que é preciso comunicar tudo através de desenhos. Isso trouxe a eles uma vantagem extra, esse resultado pode ser apreciado por qualquer pessoa, independentemente do idioma. Assim eles utilizam esta metodologia, para avaliar obras de artistas jovens de todo o mundo, para encontrar e apoiar os artistas de Mangá, não importa em qual lugar do mundo o artista possa estar. Ao lado de Horie, e seus juízes, eles mesmos são as lendas na criação de alguns dos títulos de manga mais bem sucedidos da história. Com fortes apoios e apoios de nomes lendários na indústria de Mangá, eles se envolvem mais profundamente em seus esforços, para encontrar as futuras estrelas do mangá.”

Sim, basicamente SMAC é isso, mas vamos pontuar algumas vantagens do concurso…

 

Sem problemas com idiomas?!

Isso mesmo, como não há idioma definido para contar sua história, tampouco balões de fala, a própria sequência de quadrinhos e a narrativa, devem ser usados para isso, permitindo que qualquer pessoa do mundo participe do concurso, e principalmente possa comunicar sua história sem ter problemas com tradução de idiomas.

 

Juízes de peso!

Nada melhor que ser avaliado por quem realmente entende do assunto! Dentre a turma que avalia as obras, temos nomes célebres do mangá, e inclusive diretores da Coamix Corp., como:

  • TETSUO HARA, autor de “Fist of the North Star”, “Keiji”, “Ikusa no Ko”, etc.;
  • TSUKASA HOJO, autor de “City Hunter”, “Cat’s Eye”, “Angel Heart”, etc.;
  • e ainda RYUJI TSUGIHARA, autor de “Mecha-Doc”, “Restore Garage 251”, “Shonen Reedom”, etc.

 

Integração entre diferentes nações

Além de conhecer um pouco de outras culturas através das obras enviadas por outros países, os participantes acabam que se conhecendo, seja pela interação via internet, durante as viagens de entrega dos prêmios no JAPÃO, e até posteriormente em programas realizados pelo próprio SMAC.

SMAC - Master Classes

 

Notoriedade e prestígio

Uma boa colocação nestes concursos, ainda mais internacionais, coloca facilmente em evidência no mercado aqueles desenhistas talentosos, mesmo os que antes só conseguiam realizar projetos tímidos ou com poucos recursos. E sendo assim, o público olhará com outros olhos, com mais atenção, e, consequentemente, editores, editoras, empresas e o público, terão mais interesse em apreciar e investir nesses talentos.

Pensando nessa premissa, fiz inclusive uma pergunta para um dos vencedores do SMAC, o Max Andrade, em uma entrevista que ele concedeu para a revista Neo Tokyo 120, desse mês. A pergunta era: “Quais benefícios você tem percebido na sua carreira após vencer alguns concursos de quadrinhos, seja os de nível nacional e internacional pelos quais participou?”, e a resposta dele foi a seguinte:

“Os concursos fizeram toda a diferença na minha carreira! Não consigo nem imaginar como seria sem eles. O primeiro projeto do Tools Challenge no Catarse por exemplo, só deu certo porque com o prêmio do concurso da Ação Magazine, muita gente foi ler a série e outros começaram a respeitar mais o trabalho. Ainda assim, os autores de mangá ainda são um tanto excluídos e ignorados na cena nacional, mas estamos mudando essa realidade.”

As obras do Max estão aí para provar isso, inclusive com Tools Chalenge que foi publicado pela Draco, assim como outras oportunidades.

Tools Challenge - Max Andrade

E para quem pretende ganhar dinheiro com seu talento, estimular este prestígio e notoriedade é fundamental, porque infelizmente muita gente só dá atenção a seu trabalho quando descobrem que você ganhou um título, e nem sempre por ter visto primeiro e com a atenção devida o seu potencial. E querendo ou não, é também uma ação de marketing, pois favorece e estimula outros a assumirem uma atitude favorável, de pelo menos conferirem seu trabalho, e, vendo depois, dirão para si mesmos se vale realmente a pena ou não.

E nesse ponto, você verá que o SMAC vai lhe ajudar muito nesse quesito.

 

Grupo de ajuda

A motivação em participar do concurso é tanta, que há inclusive, no Facebook, um grupo de desenhistas brasileiros, administrado pelos vencedores do SMAC e formado por milhares de desenhistas, que frequentemente tentam participar das edições do concurso, o nome do grupo é Mutirão Silent Manga Audition. O grupo foi criado por Roberto Fernandes, e dentre os administradores há o próprio Roberto, Max Andrade, Wellignton Reis e Clayton Paulino da Silva. O grupo compartilha sugestões, dicas, esclarece pontos; enfim, uma boa alternativa para quem geralmente fica perdido na hora de participar do concurso.

 

Regularidade e prazos

A tendência do SMAC é promover concursos anualmente, tendo inclusive edições extras com temas específicos. O legal é que os participantes do concurso sempre tem um prazo bastante grande para desenvolverem suas obras, pouco mais de 5 meses, uma folga boa, principalmente se considerarmos que as histórias não precisam ser extensas.

 

Programas e incentivos

Além do concurso, há o projeto MasterClass, um programa de orientação e suporte dado aos ganhadores do concurso SMAC, onde os mesmos podem oferecer obras e propostas de mangás para a própria editora organizadora.

SMAC - Master Class

Para os melhores e mais bem pontuados no concurso, é feito um convite para viajarem para Tóquio, onde são recebidos em uma cerimônia especial, conhecendo lendários criadores de mangás, bem como  futuros talentos do Japão e do mundo inteiro. Assim lhes são atribuídos um editor especial da COAMIX, para juntos trabalharem em uma obra de estréia. Dentre os brasileiros incluídos no programa estão: Ichirou (Wellington Reis), Roberto Fernandes, Max Andrade e Clayton Silva.

SMAC - Ichirou

Look Around - Roberto Fernandes em entrevista exclusiva ao blog desenhoonline.com

 

Premiação

Para cada novo concurso, em média oferecem quase  ‎1 milhão de yenes, ou seja,  quase 27 mil reais no câmbio atual, distribuídos da seguinte forma:

GRAND PRIX: 500 mil ienes (aprox. R$ 14.300,00)

GRAND PRIX RUNNER-UP: 300.000 ienes (aprox. R$ 8.580,00)

EXCELLENCE: 100.000 ienes (aprox. R$ 2.860,00)

EXCELLENCE RUNNER-UP: 30.000 ienes (aprox. R$ 856,50)

Menção Honrosa: 10.000 ienes (aprox. R$ 285,50)

 

O maior concurso de mangá do mundo

Até a atualidade, já são 4340 entradas, oriundas de  103 países, realizadas por 2900 participantes, um número que vem crescendo mais e mais, seja diante da grande organização do evento, do carinho que é feito e ainda pela principal sacada desse turma, não usar texto, o que facilita bastante o ingresso de tantos participantes ao redor do mundo. Tem tudo para se tornar cada vez maior, e até inspirar outros países a realizar o mesmo.

Para conferir melhor como há pessoas participando neste concurso ao redor do mundo, clique aqui e acesse um mapeamento de todos os que já se inscreveram.

 

Tudo isso é o que estamos falando e contextualizando principalmente para o cenário nacional, mas já parou para pensar nos frutos que esse concurso está repercutindo para o mundo? Pois é, tem muita coisa que nem imaginamos.

Se não conhece o concurso, sugiro dar uma passadinha no site deles, acesse: http://www.manga-audition.com/. Vale muito a pena! Até mais!

 

Sobre o Autor

Um curioso aspirante da filosofia que curte aprender um pouco de tudo, seja de ciência, arte, religião ou filosofia. Artista Plástico, Designer Gráfico e Blogueiro há mais de 7 anos.

http://www.desenhoonline.com

2 comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *