Leonardo da Vinci – O gênio do renascimento

Share on Facebook11Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

 

Há pessoas que passam pelo mundo e deixam suas lembranças, suas marcas; algumas são esquecidas com o passar das gerações, outras são lembradas por muitos séculos ou até milênios. Uma pessoa como Leonardo da Vinci é destas que que não só deixa lembranças aos mais próximos de sua época, como também um legado memorável a toda humanidade. Contribuiu com a ciência, com a arte e com a filosofia; acelerando anos de pesquisas para os interessados nas mesmas.

Para você que aspira a arte, seria interessante conhecer um pouco deste grande gênio. Leonardo é uma referência do saber, pelo fato de se interessar por praticamente tudo, conseguia conectar  informações de ciências diferentes, o que permitia dar saltos de evolução no seu aprendizado.

Existe até um livro atual bem interessante que se baseia nos exercícios encontrados no bloco de notas de Leonardo, conhecido como “Aprenda a Pensar com Leonardo da Vinci – Sete passos para o sucesso no seu dia-a-dia”. Neste livro consultor norte-americano Michael Gelb, que tem entre seus clientes empresas do porte da Xerox, AT&T e Dupont – propõe o acompanhamento dos passos do gênio, para que se descubra a sabedoria e a inspiração dentro de nossas próprias vidas. Gelb demonstra com propriedade como desenvolver novas formas de auto-expressão e estratégias para pensar com criatividade. O autor destrincha cada princípio do pensamento vinciano, exemplificando como Leonardo os punha em prática.

Veja a seguir algumas de suas obras:

“Monalisa”, “Madame com arminho” e ” A santa ceia”.


CRONOLOGIA – LEONARDO DA VINCI (principais fatos)

1452: Nasce no dia 15 de abril, em Vinci, perto de Florença, filho ilegítimo de Pietro d’Antônio, tabelião, e ede uma camponesa chamada Catarina
1469: Leonardo vai para Florença, onde começa a trabalhar mo ateliê de Andrea del Verrocchio
1472: Passa a freqüentar a “Compagnia di San Luca”, que congrega pintores
1482: Transfere-se para Milão, onde permanecerá por quase 20 anos
1489: Começa a trabalhar para a corte milanesa, a serviço de Ludovico Sforza, o Mouro, produzindo um enorme monumento eqüestre em homenagem a Francesco Sforza
1490: Perto da virada da década, pinta o retrato de Cecília Gallerani e prepara um programa de estudos teóricos em diversos campos, da anatomia à hidrologia
1495: Começa a pintar a Última ceia no refeitório dos frades de Santa Maria delle Grazie
1496: Chega a Milão frei Luca Pacioli, célebre matemático, que se torna amigo de Leonardo e o ajuda nos estudos da geometria
1499: É forçado deixar Milão, logo após a chegada das tropas francesas
1500: Muda-se novamente para Florença
1503:Começa um período marcado por importantes trabalhos: o ínicio de Gioconda, a Batalha de Anghiari , a retomada de vários estudos teóricos – do vôo(1505) à anatomia(1507)
1508: Segue novamente para Milão. A serviço dos franceses, executa obras urbanísticas e hidrográficas. Junto com Marcantonio della Torre, retoma os estudos de anatomia
1513: Transfere-se para Roma, no Vaticano, a serviço de Giuliano de Médici, irmão do papa Leão X. Realiza projetos para o porto de Civitavecchia, onde também faz o saneamento de áres pantanosas. Desse período em Roma fica os desenhos dos Dilúvio
1516: Com a morte de giuliano de Médici, seu protetor, Leonardo deixa Roma e aceita o convite do Rei da França, Francisco I
1517: Transfere-se para Amboise, onde passa a viver em um castelo cedido pelo rei
1519: Em 23 de abril faz seu testamento. Poucos dias depois, em 2 de maio, Leonardo Da Vinci morre

FILMES E DOCUMENTÁRIOS SOBRE LEONARDO DA VINCI

  • A Vida de Leonardo da Vinci – DVD duplo
  • Os arquivos de Leonardo da vinci – DVD duplo

 

Um breve Documentário

Parte 1

Parte 2

LINKS SOBRE LEONARDO

LIVROS SOBRE LEONARDO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre o Autor

Um curioso aspirante da filosofia que curte aprender um pouco de tudo, seja de ciência, arte, religião ou filosofia. Artista Plástico, Designer Gráfico e Blogueiro há quase 6 anos.

3 comentários

  1. Não sei o porque, mais de todos os movimentos artisticos que a humanidade ja passou, considero o Renascimento o mais interessante, desde a pintura, a arquitetura e até a liteatura dessar época, admiro muito os Renascentistas! E claro o grande Da Vinci!

    1. Também acho Amanda. Nessa época muitos conhecimentos antigos de: filosofia, ciencia e arte foram traduzidos por Plethon e outros sábios da época, como por exemplo as obras de Platão. Foi um período de muita concentração e resgate de conhecimentos. Se você ver por exemplo as obras de Boticelli, Leonardo da Vinci, Mechelangelo, etc; vai ver muito uso de proporções de ouro, representações de mitos, mensagens ocultas, etc. Acabou que formando um elite de artistas nesse período das mais variadas áreas do saber.

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *